Cataratas do Iguaçu pelo Lado Argentino

Quase esqueci de continuar contando da viagem…
Então, depois de visitar o lado brasileiro das Cataratas do Iguaçu, fomos para o lado argentino. Dessa vez, apesar do tempo nublado, não estava chovendo, então fomos de ônibus mesmo. Recomendadíssimo, é muito mais divertido, fácil, barato e você vê gente de todo canto do mundo no ônibus. De Foz, pegamos o ônibus que vai até a rodoviária da cidade de Puerto Iguazu. O ônibus para na imigração brasileira (onde descem os estrangeiros) e depois na argentina (onde descem os brasileiros, e por nós o onibus espera um pouquinho, então a gente só gasta uma passagem). Passaporte carimbado, o ônibus segue para a rodoviária. Lá tem várias empresas que vendem passagens para o parque, e seguindo as dicas do Mochileiros.com, compramos no último guichê, da empresa El Pratico.
Cataratas do Iguaçu
Como eu disse antes, se tiver que escolher apenas 1 lado, fique com o argentino: o parque é muito maior, você chega mais perto das quedas e tudo é mais barato. O ingresso do parque para brasileiros são P$45 (só pode ser pago em pesos) e eles recomendam dois dias para visitar tudo, mas nós fizemos em apenas um pois não íamos fazer as trilhas de trekking e também pq a parte da Garganta do Diabo estava fechada pelo grande volume de água). Mas mesmo sem o trekking, prepare-se para caminhar bastante, ainda que tenha transporte dentro do parque (um trenzinho panorâmico fofo!).
O parque também estava bem mais cheio do que o brasileiro (mas não lotado), e só gringos para todos os lados, falando todas as linguas que vc pode imaginar, e algumas não identificáveis também. Em pouco tempo desisti do português e adotei o excuse-me, thanks e could you take a pic of us, pls?.

Cataratas do Iguaçu

O parque argentino também tem sua versão do Macuco Safari brasileiro, do lado dos hermanos ele chama Aventura Nautica. É uma passeio de uns 10 minutos, de barco, que chega bem perto das quedas. No Brasil ele custava R$140, mas na Argentina custa P$100, o equivalente a uns R$50! Nós fomos, claro, e como bons turistas que somos ainda compramos o vídeo do passeio que eles vendem no final (é só vc dizer o hotel em que está que eles entregam o vídeo na noite do mesmo dia, direto no hotel).
No parque argentino os souvenir também são mais baratos, e além disso tem uma loja da Havanna lá dentro, com todos os cafés e alfajores que você tiver direito, por um preço que não chega na metade do que pagamos no Brasil. Tem também várias lanchonetes espalhadas no parque, e quatis te perseguindo por todo o lado.

Cataratas do Iguaçu

Depois de ver tudo o que podíamos no parque, de comprar coisinhas e tomar um café quentinho na Havanna, tomamos o ônibus de volta para o centro do Puerto Iguazu, demos uma voltinha pelas ruas em volta da rodoviária, passamos num mercadinho pra comprar mais alfajores e voltamos  pro Brasil.

15 Responses

Add a Comment

Seu email não será publicado. Campos com * são obrigatórios.